terça-feira, fevereiro 22, 2005

Nho Puxim está de volta!

Nho Puxim no Parque 5 de Julho, nos anos 80. Foto gentilmente cedida pela família










“Estou vivo e muito atento”. O aviso à navegação foi hoje lançado por Nho Puxim, por muitos considerado como o maior humorista cabo-verdiano. Depois de sofrer uma trombose em 2001, passou por uma longa recuperação. João baptista Guerreiro Velhinho Rodrigues é um homem de fibra. Ao contrário do que muita gente pensa, está vivinho da silva e prepara-se para lançar um disco, em Março. Trata-se de um registo feito, há cerca de seis anos, no Estúdio de Zeca Nha Reinalda, na Praia. O CD “Homenagem a Nho Puxim” foi editado na Holanda e será lançado em primeira mão nos Estados Unidos, para onde Nho Puxim irá viajar no dia 8, em companhia de seu filho e manager, Dénis Rodrigues. Mas antes, o humorista será homenageado com uma festa de humor, a 5 de Março, no Hotel Praia Mar.

O humorista, de 61 anos, marcou uma geração inteira com as tiradas de humor do personagem Nastasi Lopi. Lembro-me perfeitamente daquelas cassetes áudio de 60 minutos, lançadas nos anos 80, que esgotavam em questão de horas. Mais tarde, Nastasi Lopi passou a animar o programa de rádio Na Kambar di Sol. Em meados dos anos 90, o humorista comandou o Comboio da Cultura, uma caravana cultural entre as ilhas. Entretanto, a família do humorista está a processar a gravadora Sons d´Africa, por causa da edição de um DVD com imagens de Nho Puxim, alegadamente sem autorização. A gravadora nega a acusação. Mais um caso de alegada violação dos direitos autorais, que vem a público nos primeiros dias da criação da SOCA. Aliás, este caso e outros, relacionados às obras de Ano Nobo, Orlando Pantera e Armando Zeferino, serão abordados no próximo programa Konserso Sabi, da TCV, no dia 28, segunda-feira.

1 Comments:

Anonymous Ariane Morais-Abreu fla ma...

Uma renascência esperada, uma nova era...Obrigada a Nho Puxim! Parabens a viuva e filha do Pantera que, apos dois anos de longa e dificil batalha juridica, acabam de dar uma exemplar bofatada a editora "Morabeza Records (Paris)". Fazendo respeitar a lei e os direitos autorais, este caso Pantera serve mais uma vez a causa comum...

12:51 da manhã  

Enviar um comentário

<< Volta pa Lantuna

Desde 27/11/2004